segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Calçadas e orelhões assassinos


2 comentários:

Ghidini disse...

É assim...e pelo jeito será sempre assim. Nao vejo nenhum tipo de avanço nas relaçoes de tratamento entre a municipalidade e o cidadao, que nao a de um texto explicativo de como devem ser as coisas e o 156 para qualquer reclamaçao: O texto é chvao e o 156 é piada de mau gosto!

rg

Sandro Cunha disse...

Cascaes,

Outro dia eu pensei em criar um blog para organizar comentários sobre a condição deplorável das vias públicas de Curitiba. Que bom que isto já existe - temos que divulgar!
Algo que me espanta em Curitiba (além dos buracos propriamente ditos) é a absoluta falta de padrões de construção de calçadas, pelo menos na prática. Cada um faz como quer (ou não faz nada). Existe um padrão único em Curitiba?
Outra coisa é a impunidade. Os proprietários não fazem a manutenção das calçadas em frente aos seus imóveis e não são punidos por isso.
Creio que você não queira misturar os temas, mas também precisamos de um blog do antipó, essa aberração técnica tão disseminada por aqui também.
Gostaria de contribuir de alguma forma para a causa, de amplo interesse público.
Um abraço,